4 erros que devem ser evitados na hora de usar dados online

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O email é um ótimo mecanismo para se comunicar com um vasto número de clientes. Entretanto se você só estiver usando para transmitir a mesma mensagem para todos, estará limitando sua relevância e poder para impulsionar o desempenho.

Atualmente os profissionais de marketing comemoram sua capacidade de usar dados para sobrecarregar emails – o meio identificador mais onipresente e determinístico que esses profissionais tem. Esses dados costumam ser uma mistura de seus próprios bancos de dados de CRM e de terceiros, que podem oferecer informações como o comportamento de navegação e o local de uma pessoa. Porém há erros que os profissionais de marketing devem evitar ao integrar dados no email marketing para personalização:

Não ter permissão para enviar emails

Você só deve enviar emails para aqueles que lhe deram esse direito. Se você não tiver essa autorização, as pessoas podem ficar irritadas ao ver suas mensagens na caixa de entrada, e elas podem optar por fazer negócios em outro lugar. Esses destinatários também podem não abrir seus emails, o que pode levar o Yahoo, Gmail e outros serviços de email a visualizá-lo como um mau ator que deve ser bloqueado. Portanto, certifique-se de garantir o consentimento do usuário antes de enviar emails para não perder a confiança de seus consumidores.

Não ser capaz de identificar seus clientes

Os hábitos de navegação dos usuários geralmente criam complexidade para as empresas. Seus clientes geralmente fazem login em um site em suas áreas de trabalho mas depois visitam o mesmo site em seus dispositivos móveis ou apagam seus cookies e, como resultado, sua identidade é desconhecida para você.Muitas empresas acham que não conseguem reconhecer a maioria dos visitantes em seus sites. O problema pode piorar à medida que os provedores de tecnologia se dobram em busca de mais privacidade do usuário.

No entanto, você pode usar soluções de resolução de identidade para ajudar a converter clientes desconhecidos em clientes conhecidos. Ter uma porcentagem maior de tráfego conhecido é uma coisa boa. Isso significa que você pode entregar mensagens personalizadas na caixa de entrada, com mais frequência e mais agilidade (veja o item 3 abaixo), o que vai melhorar o desempenho dos esforços de marketing por email. Entretanto certifique-se de que você e seus parceiros gerenciam a permissão do consumidor de maneira apropriada antes de usar soluções de identidade.

 Não aproveitar seus dados de forma eficaz

Quando você tem permissão para se comunicar por email com os clientes, deve usar as informações que você tem sobre eles para melhorar a experiência do usuário e gerar conversões.

Se você sabe que um cliente deixou um tênis recentemente em seu carrinho, por exemplo, você poderia empregar um marketing de produto dinâmico para enviar um email com um cupom para aquele item exato. As pessoas têm a mais alta propensão a clicar e reagir ao produto mais recente que analisaram e é por isso que esse tipo de redirecionamento funciona tão bem. Se o cliente não abandonou seu carrinho e comprou o tênis, você pode ajudar essa pessoa a realizar etapas adicionais em sua jornada enviando recomendações para itens relacionados, como chinelos ou meias.

Enquanto isso, você também pode usar seus dados para suprimir anúncios que causariam uma experiência ruim. Enviar a clientes fiéis um cupom que é limitado a novos visitantes seria um choque, por exemplo, como o envio de um email sobre uma venda de sofá para um cliente que comprou um sofá recentemente.

Não usar dados confiáveis ​​e precisos

Utilize seus próprios dados. Os dados da primeira parte provavelmente são os dados mais confiáveis ​​e precisos disponíveis para você. Sujando as águas com dados não verificáveis ​​de fontes de terceiros pode ficar complicado. Se você valoriza sua marca e envolve os consumidores de maneira transparente e com base em permissão, use seus dados para fornecer mensagens relevantes e personalizadas. A alternativa é desperdício de gastos com marketing.

No final, uma forma de garantir que você não cometa erros prejudiciais de email marketing é trabalhar com uma empresa confiável que: seja sensível às permissões do usuário, auxilia na resolução de identidade por meio de soluções como um gráfico de identidade robusto, potencializa o marketing dinâmico de produtos em email e ativa parceiras para ampliar seu alcance efetivo.